Compre por Telefone (11) 3383 1700
Boa Tarde, Visitante!

Faça seu login ou cadastre-se.


Sub-total R$ 0,00
em até x de sem juros
Jornal Valor Econômico - Janeiro de 2012
Título : Cresce a disputa para vender flores na internet

"Foi um ano maravilhoso", diz Juliano Souza, gerente de marketing da loja virtual Giuliana Flores, sobre o ano passado. Segundo ele, enquanto o varejo on-line cresce em torno de 30%, o comércio de nicho avança mais, "Estamos crescendo a uma média de 60%", disse, referindo-se a 2011.
A Giuliana Flores nasceu como loja física há 21 anos, em São Caetano, no ABC Paulista, onde tem dois pontos de venda. A operação virtual da floricultura, lançada em 2000, representa atualmente 90% do faturamento total.


Jornal Diário do Comércio - Janeiro de 2012
Título : Cliente fiel nas redes

Juliano Souza, gerente de Marketing da Giuliana Flores há 12 anos na internet, lembra que não dá para ignorar as duas tendências do mercado: mídias sociais mobile. "Temos 20 mil fãs no Facebook e apesar de não visarmos lucros nesse canal, é um jeito de ficarmos mais próximos dos consumidores, e as vendas acabam acontecendo". O objetivo é aumentar o número de seguidores e a partir daí incrementar o e-commerce. É possível dar um "curtir" nas respostas enviadas ao cliente, e isso será publicado no mural do consumidor para que os outros amigos visualizem.


Revista Arranjo Floral - Janeiro de 2012
Título : Tempo de planejar

Investir em preparação e planejamento é fundamental para conseguir sobreviver e, acima de tudo, lucrar no mercado atual. O gerente de marketing da Giuliana Flores, Juliano Souza, ressalta a importância de ter uma visão geral de toda a cadeia produtiva. "Investir em mão de obra qualificada e fazer parcerias com boas empresas de logística são fundamentais. A qualidade do produto e a entrega eficaz sustentam os pilares do sucesso."
Seguindo esta linha, nem pense em deixar de lado as facilidades tecnológicas. O e-commerce deverá se consolidar cada vez mais, pois os clientes buscam comodidade aliada à rapidez. Investir em um bom site e capacitar os funcionários para atenderem em inglês e espanhol também fará a diferença. "A profissionalização é o melhor caminho para aperfeiçoar os serviços oferecidos. Quem parar no tempo será ultrapassado", ressalta Souza.


Portal Pingado - Janeiro de 2012
Título : Giuliana Flores torna-se a floricultura online com a maior variedade de Flores Preservadas do país

"Floricultura online investe em Flores Preservadas para aumentar a gama de opções para os e-consumidores". com o objetivo de levar aos consumidores os produtos de maior qualidade no mercado, a Giuliana Flores, líder no comércio de flores, arranjos e presentes pela internet, investiu em Flores Preservadas e tornou-se a maior floricultura a trabalhar com este segmento na internet. É possível encontrar na loja online variedade como cravos em mais de 18 cores, orquídeas cymbidium amarelas, rosas em três tamanhos baby, stand e premium, em mais de 2 cores, entre outras. As flores podem ser entregue em todo Brasil, também porque a durabilidade é maior.


Portal GS&MD - Fevereiro de 2012
Título : Giuliana Flores comemora crescimento de 47% em 2011

Levantamento mostra que Giuliana Flores deteve 33,63% das visitas em dezembro a sites que vendem flores pela internet. Com 33,63 das visitas registradas em dezembro de 2011, a Giuliana Flores comprova sua liderança no mercado de venda de flores pela internet no Brasil, segundo dados da Experian Hitwise. A pesquisa levantou a participação de visitas dos principais sites da categoria "comércio de flores pela internet" durante todo o mês de dezembro e a Giuliana flores se consolidou em primeiro lugar. a Segunda colocada apresentou 17,29% das visitas. A marca Nova Flor, do grupo Giuliana Flores, aparece na quarta colocação, com 6% das visitas. Juntando com os dois resultados, o grupo alcançou quase 40% das visitas. De acordo com Clóvis Souza, diretor da marca, investimentos em mídia, maior navegabilidade no site, parcerias exclusivas e inovação na linha de produtos, contribuíram para esse cenário.


Portal Falando de Varejo - Fevereiro de 2012
Título : Giuliana Flores comemora crescimento de 47% em 2011

Empresa de vendas online atribui crescimento do ano passado com o contínuo investimento em qualidade. Atualmente, a empresa detém 55% de market share na área de venda de flores pela internet. Apoiado no aquecimento do comércio eletrônico nacional, a Giuliana Flores, loja virtual líder na venda de flores pela internet, anuncia crescimento de 47% no ano de 2011, em comparação ao mesmo período do ano de 2010. Além disso, a empresa constatou um crescimento de 50% na visitação de páginas, alcançando o número de 1,8 milhão de Page Views por mês. Para alcançar esse crescimento, a marca vem investindo principalmente em mídias online, com foco na fidelização de identidade da marca no universo virtual. No Facebook, a empresa investe fortemente em links patrocinados. Em ações off-line, a Giuliana flores ainda investe em revistas e em rádios, painéis em aeroportos e pontos estratégicos da cidade de São Paulo. Para 2012, o foco é aumentar a verba para campanhas de marketing e publicidade.


Portal Brasil Econômico - Fevereiro de 2012
Título : Pesquisa aponta liderança da Giuliana Flores no e-commerce segmentado

Levantamento mostra que Giuliana Flores deteve 33,63% das visitas em dezembro a sites que vendem flores pela internet.
Com 33,63% das visitas registradas em dezembro de 2011, a Giuliana Flores comprova sua liderança no mercado de venda de flores pela internet no Brasil, segundo dados da Experian Hitwise. A pesquisa levantou a participação de visitas dos principais sites da categoria "comércio de flores pela internet" durante todo o mês de dezembro e a Giuliana Flores se consolidou em primeiro lugar. A segunda colocada apresentou 17,29% das visitas.
A marca Nova Flor, do grupo Giuliana Flores, aparece na quarta colocação, com 6% das visitas. Juntando os dois resultados, o grupo alcançou quase 40% das visitas De acordo com Clóvis Souza, diretor da marca, investimentos em mídia, maior navegabilidade no site, parcerias exclusivas e inovação na linha de produtos, contribuíram para esse cenário.


Portal ProXXima - Março de 2012
Título : Giuliana flores investe em ações digitais para movimentar a marca na Páscoa

"Giuliana Flores espera aumentar em 20% as vendas na Páscoa", em relação ao mesmo período de 2011. Além de investir em search e banners de conteúdo específico, a loja virtual pretende conquistar o internauta oferecendo mais de 70 produtos específicos para a data. Além disso, a marca lançou um concurso cultural em sua fan page no Facebook. "Divulgaremos em anúncios por palavra chave em pesquisas no Google, por exemplo. Também teremos banners de conteúdo específico para a data. Nas redes sociais, as novidades e dicas de presentes serão postadas também para orientar o e - consumidor na hora da compra", define Juliano Souza, gerente de marketing da Giuliana Flores.


Revista Meu Próprio Negócio - Março de 2012
Título : É hora de vender muito!

Para quem prefere evitar a aglomeração dos shoppings e lojas de rua, a internet passa a ser a opção mais viável. A possibilidade de efetuar uma compra no conforto de casa tem atraído mais comércio virtual é a Giuliana Flores, floricultura virtual que cresceu tanto que possibilitou até a criação de outras marcas do grupo, Cestas Michelli e Nova Flor. Segundo Juliano Souza, gerente de marketing da empresa, festas sazonais como o Natal têm grande impacto no comércio eletrônico porque mudam todo o fluxo de trabalho na época. "Em data especiais chegamos a quintuplicar o número de pedidos. Para dar conta da demanda, aumenta o número de funcionários, são contratados mais carros das empresas de transporte é montado um portfólio para cada data sazonal", esclarece, completando que o fator logístico ainda é uma grande preocupação para as empresas virtuais, já que qualquer atraso pode frustrar o cliente e atrapalhar o bom relacionamento com a loja."O fundamental é tentar acertas o que o cliente procura, facilitar a vida dele e diversificar os produtos, não deixando cair na 'mesmice'. Para o natal faremos diversas ações, com promoções exclusivas para as redes sociais", adianta Souza. Ele assegura que apenas uma estratégia isolada não garante o sucesso no e-commerce. É preciso acionar um conjunto de ações.


Jornal O Estado de S.Paulo - Março de 2012
Título : Grupo recebe mais visitas em seu site

A loja virtual Giuliana Flores teve, em fevereiro, 55,46% das visitas entre os sites desse tipo de comércio. Os dados são da Experian Hitwise, ferramenta de inteligência digital da Experian Marketing Services. A segunda colocada recebeu 19,06% das visitas, de acordo com o levantamento , que foi divulgado pela própria vencedora. As marcas Cestas Michelli e Nova Flor, do grupo Giuliana, ficaram em terceiro e quarto lugares.


Portal Giuliana Flores - Março de 2012
Título : Consumo chega às redes sociais, e empresa investe no social-commerce

Liga o computador, entrar na rede social favorita, deslicgar e "sair" de lá com um novo produto, sem ter que ir para uma loja física. De acordo com a pesquisa "O Observa 2012", realizada pela Cetelem BGN, que faz parte do grupo francês BNP Parias, essa pe a vontade de 44% dos brasileiros. De olho no mercado do "social-commerce", empresas investem na personalização. "Para as empresas que querem continuar crescendo, é praticamente impossível ficar fora das redes sociais", diz Marcus Etchegoyen, diretor-presidente da Cetelem BGN. Pensando nisso a marca carioca de roupas femininas Farm criou sua loja virtual. No ar desde março de 2011, a e-Farm, vende cerca de R$ 1 milhão em peças por mês, valor superior à venda de qualquer uma de suas 37 lojas físicas, de acordo com a acessória de imprensa. Segundo a empresa, o resultado está diretamente relacionado ao conceito e-commerce social da marca, que permite que cada cliente tenha seu próprio perfil e customize elementos do site. Além disso, a conexão com os principais canais de relacionamento online, como Facebook e Twitter, também é incentivada. Para o gerente de marketing e e-commerce, da floricultura Giuliana Flores, Juliano Souza, a recomendação é especialmente importante para a loja. Isso ocorre porque a floricultura deve convencer o público feminino da qualidade do produto, mas deve levar os homens a comprar a mercadoria para presente. "Temos cerca de 75 mil pessoas que 'curtem' nossa página, maioria mulheres, e temos que fazer com que elas recomendem a loja para que os homens venham e comprem o produto", diz. "Cerca de 20% do nosso público compartilha e recomenda o que colocamos nas redes, por isso estamos com a meta de conseguirmos 500 mil seguidores até o fim do ano", conta.


Jornal do Commercio - Março de 2012
Título : Decisões cada vez mais influenciadas pelas redes

A floricultura online Giuliana Flores desde o ano passado está aumentando seus investimentos na área. Os canais servem para contato e divulgação de conteúdo sobre flores e assuntos relacionados. A empresa cria imagens para que os seguidores compartilhem e se divirtam, além de possuir um alicativo de envio de flores virtuais.
"Podemos interagir com grande número de pessoas ao mesmo tempo, participar de seu dia-a-dia e, com isso, nos tornarmos sua lembrança na hora de presentear e de tirar dúvidas sobre as flores. O cliente também pode conferir nossas páginas e se sentir mais seguro e amparado na hora da compra", observa o gerente de Marketing da Giuliana Flores, Juliano Souza.
Souza defende que a empresa deve ter posição neutra em seu conteúdo, sem induzir os seguidores a algo, pois isto pode ser visto de forma negativa. "Para uma boa reputação, deve ajudar ao máximo as pessoas que a procuram nas redes. Em caso de reclamação, dar a devida atenção e solucionar breve. Interagir o máximo possível com os fãs, visando que esta seja produtiva para os dois lados", recomenda.


Jornal DCI - Março de 2012
Título : Rosas e homem conservador

A Giuliana Flores fez um perfil sobre os homens que compram flores em seu portal e detectou que eles gastam bem menos que as mulheres; navegam, no máximo, por duas páginas antes de decidir a compra, o produto mais comprado são as rosas vermelhas, o que indica um pensamento tradicional na hora de presentear.


Revista Isto É Dinheiro - Março de 2012
Título : Flores para Eles

Uma pesquisa realizada pela floricultura online Giuliana Flores, revelou que 45% dos consumidores da loja virtual são homens, a maioria deles entre 30 e 60 anos.
O gasto médio dos meninos é de R$ 98,00, diante a média de R$ 112,00 das meninas, e na hora de comprar, eles deixam pra última hora: escolhem as flores um dia antes da data da entrega, sendo que o favorito ainda é o tradicional buquê de rosas vermelhas.


Portal Valor Econômico - Março de 2012
Título : Floricutura Giuliana Flores fecha acordo com Máquina de Vendas

A floricultura on-line Giuliana Flores anunciou um acordo com a rede de varejistas Máquina de Vendas. A empresa se torna a única fornecedora do ramo para as lojas virtuais da varejista. A Giuliana Flores tem agora uma área exclusiva nas lojas virtuais da Máquina de Vendas que incluem as redes Insinaunte, Ricardo Eletro, City Lar e Eletro Shopping. A expectativa é que o acordo aumente o número de visitantes da floricultura, hoje de 280 mil por mês, em 40%. O site Giuliana Flores recebe cerca de 55% dos acessos a sites do ramo no país, segundo dados da Esperian Market Services. A Máquina de Vendas teve faturamento de R$ 7,2 bilhões em 2011.


Revista Empresas & Negócios - Março de 2012
Título : Experian Hitwise aponta liderança da Giuliana Flores no e-commerce de flores brasileiro

Com 55,46% das visitas registradas no mês de fevereiro de 2012, a Giuliana Flores (www.giulianaflores.com.br) comprova sua liderança no mercado de venda de flores pela internet no Brasil, segundo dados da Experian Hitwise , ferramenta líder de inteligência digital da Experian Marketing Services. A pesquisa levantou a participação de visitas dos principais sites da categoria "comércio de flores pela internet" durante fevereiro e a Giuliana Flores disparou em primeiro lugar. A segunda colocada apresentou 19,06% das visitas.


Revista Franquia & Negócios - Abril de 2012
Título : Giuliana Flores comemora crescimento

Apoiado no aquecimento do comércio eletrônico nacional, a Giuliana Flores, loja virtual líder na venda de flores pela internet, anunciou crescimento de 47% no ano de 2011, em comparação ao mesmo período do ano de 201. Além disso, a empresa contatou um crescimento de 50% na visitação de paginas, alcançando o número de 1,8 milhão de page views por mês. Atualmente, a empresa detém 55% de market share, na área de vendas de flores pela web. Para 2012, o foco é aumentar a verba para campanhas de marketing e publicidade. "Na Giuliana Flores temos a preocupação de renovar e atualizar constantemente as opções de produtos oferecidos no site, gerar novas parcerias e manter as antigas, criando oportunidades que instiguem a vontade do cliente em presentear. A meta da Giuliana é crescer 50% neste ano", afirmou Juliano Souza, gerente de marketing da empresa.


Portal Estadão PME - Abril de 2012
Título : Encontro PME debate a importância da inovação para as pequenas e médias empresas

Evento na sede do Grupo Estado reuniu empresários de sucesso e analistas do segmento O foco na inovação foi uma lição deixada pelo empresário Pedro Herz, dono da Livraria Cultura, durante a 2ª edição do Encontro Estadão PME, realizado nesta sexta-feira, 27, em São Paulo."A atenção ao consumidor é uma das maiores preocupações de Clóvis Souza, da Giuliana Flores. "Erros acontecem o tempo todo nas empresas. Se a gente erra, às vezes é o caso até de dar o produto de graça". Na opinião dele, é preferível perder o dinheiro de uma venda a perder o cliente".


Revista Gestão & Negócios - Maio de 2012
Título : Sobre o aroma das rosas

A Giuliana Flores foi criada há mais de 20 anos pelo empreendedor Clóvis Souza e, em 2000, foi uma das primeiras lojas virtuais de flores e presentes do Brasil, enfrentando o "boom" da internet. Entre os seus diferenciais, estão a constante preocupação com a combinação de flores e arranjos para agradar aos mais variados gostos e estilos, além das fortes parcerias, com marcas de luxo como Kopenhagen , Havanna, Amor aos Pedaços, Ofner, entre outras. Para se ter uma idéia do seu sucesso, atualmente a empresa conta com 280 mil visitantes únicos/mês compostos por um público pertencente às classes AA, A e B. O portal conta com o selo de empresa reconhecida pelos sites Bondfaro e Buscapé. Loja Ouro pelo e-bit e Selo Site Blindado. Além disso, hoje ela comemora mais de 70 mil likes do Facebook da marca, pois se tornou a floricultura on-line com o maior número de fãs na rede social.

Jornal O Estado de S.Paulo - Maio de 2012
Título : Eles faturam milhões em setores difíceis

"Foi com a internet que a loja deu um salto", relatou Souza. Ele inaugurou o seu comércio online na época em que a bolha das empresas conhecidas como "ponto com" estava prestes a estourar. De fato, o mercado explodiu, mas a Giuliana Flores continuou crescendo e atualmente 90% do faturamento da empresa (R$ 26 milhões) vem da loja online. Hoje ele usa a internet não só para receber pedidos, mas também para saber o que o cliente acha da sua empresa. "Qualquer coisa que eu vou colocar no mercado lanço primeiro no Facebook", revelou. O objetivo é observar o comportamento do consumidor nas redes sociais e, dessa maneira, aprimorar os produtos. Mas não foi apenas o uso da internet que alavancou as vendas da Giuliana Flores. A companhia pegou carona no sucesso de negócios consolidados ao oferecer, junto com as flores, produtos de marcas como Kopenhagen, Amor aos Pedaços e Ofner. "Ainda fiz uma parceria com O Boticário. Hoje brinco que até flores a gente vende."


Revista Arranjo Flores - Maio de 2012
Título : Flores Preservadas

"Processo de conservação aumenta a durabilidade, mantendo a beleza e o frescor das pétalas e folhagens por cerca de dois anos", Flores preservadas da Giuliana Flores. O Protifólio da floriultura conta com os estilos, Baby, Stand e Premium, com diversas opções de cores.


Portal Empresas & Negócios - Junho de 2012
Título : Mais e-consumidores

A Giuliana Flores, líder em vendas de flores pela internet, acaba de lançar uma funcionalidade na loja virtual, permitindo que os internautas escolham novos produtos, baseados em sua primeira escolha. A partir de agora, ao escolher um produto, os clientes contarão com um sistema que oferece um upgrade para a opção selecionada. Dessa forma, quando o produto é escolhido, três opções são sugeridas nas categorias, Bom Gosto, O Ideal e Surpreendente, que passam dos arranjos mais simples até o mais elaborados, dentro do contexto da opção já selecionado.


Revista Gestão & Negócios - Junho de 2012
Título : De flor em flor

Na internet vende-se de tudo um pouco: roupas, eletroeletrônicos, móveis, presentes, uma lista que não tem fim. O e-commerce atrai cada vez mais pessoas que querem comodidade e a possibilidade de comprar sem sair de casa. Um comportamento que começou a fazer parte da vida dos brasileiros no começo dos anos 2000 e mudou a rotina de muita gente. As flores encantam e se transformam em presentes especiais para diversas ocasiões. Mas nem sempre se tem tempo ou uma floricultura por perto. Nessa hora, o jeito é correr para frente do computador. Uma oportunidade de negócio que Clóvis Souza soube aproveitar. O florista que vive a profissão desde os dez anos, sempre sonhou com a independência. A realização veio em 1992, aos 19 anos, quando abriu a Giuliana Flores, em São Caetano do Sul, região da Grande São Paulo. O caminho até o sucesso contou com o apoio de amigos e familiares e da busca constante por diferenciais na hora de montar arranjos. Além de campeão de vendas, Souza viu o site da Giuliana Flores se tornar popular nas redes sociais. A funpage da empresa no Facebook já tem mais de 122 mil fãs. Internautas que participam de enquetes e concorrem a prêmios. O mesmo acontece com o Twitter. Já são mais 5.500 seguidores. "A internet auxiliou em vários aspectos pela velocidade de informação. Ela, no geral, contribuiu para a evolução de várias áreas, e com as floriculturas com certeza não foi diferente".

Portal Mercado em vista - Junho de 2012
Título : Giuliana Flores traz estudo que revela perfil de compra dos homens na loja virtual

Pensamento do universo masculino permanece tradicional na hora de presentear. Loja virtual investe em vídeo online para dar dicas ao universo masculino, para sair do tradicional. A Giuliana Flores, líder no comércio de flores e presentes pela internet, anuncia pesquisa entre os seus cerca de 600 mil clientes ativos e revela o perfil de consumo dos homens que compram flores e presentes pela internet. Uma média de 45% da base de e-consumidores da loja virtual de flores é formada por clientes do sexo masculino. A pesquisa indicou traços diferentes em relação ao perfil de compra do homem, quando comparado ao da mulher. Eles constumam ser mais objetivos e, em geral, navegam no máximo por duas páginas antes de efetivar a compra e, mesmo pesquisando menos, têm um tiquete médio menor que o das mulheres. Eles gastam, em média, R$98,00, enquanto as mulheres fastam R$112,00. O produto mais comprado por eles são as rosas vermelhas importadas, o que mostra um pensamento tradicional na hora de presentear. Outro dado interessante é que os homens fazem o pedido com menos antecedência que as mulheres. Em média, as compras de presentes pelos homens são feitas para um dia antes da data comemorativa e/ou da entrega. Na maior parte das vezes, a compra é feita para entrega no mesmo dia. A idade média dos homens que compram na loja virtual da Giuliana Flores está entre 30 e 60 anos. A maioria desse público pertence às classes A e B e mora no eixo Rio-São Paulo. As datas mais buscadas por eles são Dia dos Namorados, Dia das Mães e Dia da Mulher.

Revista Suplemento Empresas - Junho de 2012
Título : Flores em alta

O relógio marca três e meia da manhã Clóvis Souza, fundador da Giuliana Flores, já está na Ceagesp em São Paulo, escolhendo pessoalmente a principal matéria-prima de seus arranjos. Essa é uma rotina que o empreendedor repete durante alguns dias da semana, há mais de 20 anos. Madrugar para ele, é tão prazeroso quanto trabalhar 14 horas por dia. foi com essa dedicação que fez seu negócio o líder do segmento de venda de flores pela internet no Brasil. a parceria com o Itaú Empresas faz parte dessa trajetória bem-sucedida. O banco é o mais utilizado no site para o pagamento e gerencia a folha de pagamento dos 127 funcionários da empresa. A Giuliana Flores também participa do programa Sempre Presente da Itaucard: seus vale-presentes estão entre as recompensas que clientes podem escolher para trocar pontos acumulados com o uso dos cartões. Nesses 12 anos de e-commerce, o empresário criou outras duas marcas de venda online para atender outros públicos - a Nova Flor e a Cestas Michelli.Somadas todas as participações, o grupo detém 74% do mercado e procura inovar sempre. " Se não gostasse da minha atividade, não teria chegado até aqui", finaliza Clóvis.

Diário do Comércio - Julho de 2012
Título : Varejo ganha com Dia do Homem

O mês de julho, exceto pelas férias escolares, é um período de pouco apelo promocional para o varejo. Mas o empresário atento pode se beneficiar de celebrações ainda consideradas secundárias, como o Dia do Homem, que o Brasil comemora no próximo domingo. Trata-se de uma comemoração extraoficial, que já começa a virar tradição no País. Internacionalmente, a data, criada em 1999 com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), é festejada em 19 de novembro. A ideia inicial era incentivar o público masculino a ter mais cuidados com a saúde. No Brasil, já há quem aproveite essa homenagem para incrementar as vendas. Um bom exemplo é a Giuliana Flores, empresa de entregas com 22 anos de mercado, que promove os presentes para o Dia do Homem em julho há três anos. A apresentação da data é feita com banner específico na loja virtual para lembrar o e-consumidor sobre a comemoração e as opções de presentes. "Tentamos fomentar o consumo, como também fazemos com o Valentine's Day, em fevereiro, desde o início do negócio. E o resultado tem sido significativo", afirma o gerente de marketing, Juliano Souza. No Valentine's Day, diz, a loja virtual faz de 1,3 mil a 1,4 mil vendas, ante as aproximadas 600 de um dia normal. "O Dia do Homem ainda não tem esse desempenho, mas as vendas também crescem."

Jornal da Tarde - Julho de 2012
Título : Vendas pela internet

Não existe segredo. Mesmo com a possibilidade de flexibilidade de horário, de boa e rápida rentabilidade, atuar no comércio eletrônico exige dedicação e profissionalismo como em qualquer outro negócio. "Há uma certa ilusão com a internet. O produto não se vende sozinho", diz Juliano Souza, gerente de marketing da Giuliana Flores, empresa que se tornou um caso de sucesso em empreendedorismo e vendas online. "Se o cliente não conhece uma marca, ele desconfia. Para conquistá-lo, tem que oferecer serviços e atendimento excelentes", diz, Juliano sugere que, mesmo que o vendedor atue por um site de comércio eletrônico, ele cria a própria página na web para apresentar sua mercadoria. Pode ser algo simples, com breve perfil da empresa e contatos, mas que desperte confiança no consumidor.

Jornal Brasil Econômico - Julho de 2012
Título : Venda por meio de Smartphones impulsiona varejo digital no país

Há 22 anos no mercado, a Giuliana Flores mudou radicalmente sua estratégia de expansão dos negócios com o advento da internet na virada do século. " Pensamos em abrir lojas fisícas, mas decidimos invertir na web", conta Juliano Souza, diretor de e-commerce da empresa. A aposta foi tão acertada que hoje 90% das vendas pelo Brasil são feitas pelo site. Agora, a empresa testa seu aplicativo, que deve ser lançado até setembro.

Portal Claudia - Agosto de 2012
Título : Flores para homens. Por que não?

Já pensou em dar flores para um homem? Apesar de algumas pessoas ainda terem receio, o mercado tem mudado bastante. Isso porque elas são uma boa pedida para incrementar e dar um toque especial ao seu presente. No site da Giuliana Flores, por exemplo, as compras para o público masculino cresceram 23% em relação a 2011.

Portal Terra - Agosto de 2012
Título : Floricultura cresce com aposta em vendas online

Desde 2006, o segmento de flores tem registrado altas de 8% a 12% em volume de vendas e de 15% a 17% em valor. Em 2011, o setor faturou R$ 4,3 bilhões. Os dados são do Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor). "O mercado de flores no Brasil tem alto potencial de crescimento. A Argentina, por exemplo, que tem um espaço territorial muito menor, consome o dobro de flores que nós", afirma Clovis Souza, fundador da Giuliana Flores. Segundo o Ibraflor, mesmo com a desaceleração da economia, a estimativa é que o setor cresça 15% neste ano. Hoje o brasileiro gasta, em média, R$ 20 por ano com flores. Em 2006, esse valor era de R$ 6 anuais. No último Dia dos Namorados, as vendas na Feira de Flores da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) apresentaram alta de 12% se comparadas com 2011. A Giuliana Flores nasceu em 1990, em São Caetano do Sul, Grande São Paulo. Desde os 13 anos, Clovis trabalhava com flores. Depois de encontrar um ponto que julgava interessante, ele resolveu, aos 20 anos, que era hora de ter o seu próprio negócio. "Parti para um ramo que eu já conhecia e decidi que iria fazer diferente da concorrência. As floriculturas vizinhas estavam no mercado há 20 anos, eram tradicionais e faziam sempre a mesma coisa." A virada da empresa aconteceu em 2000. Nessa época, a Giuliana passou a comercializar também pela internet. Hoje, as lojas físicas - a loja e o quiosque localizados em São Caetano do Sul -, representam 10% do faturamento do grupo. Para atender à demanda das vendas online, o empreendedor montou um galpão. É de lá que saem os pedidos que são enviados para o Brasil inteiro. "A dica para quem quer vender pela internet e também tem um ponto físico é tratar os canais de venda quase que como negócios independentes. Na internet, vendo outros tipos de arranjo e tenho outro perfil de cliente", diz. Por mês, o grupo recebe 22 mil pedidos nas lojas online. Com um volume de vendas grande, Clovis explica que precisa manter vários fornecedores de um mesmo tipo de flor. "Só para as rosas, que são as mais vendidas, tenho pelo menos quatro ou cinco produtores. No inverno, por exemplo, costuma faltar flor no mercado, mas não posso correr o risco de não entregar o pedido", diz.

Portal Exame.com - Agosto de 2012
Título : Giuliana Flores lança ferramenta para os clientes

A Giuliana Flores amplia as opções de presentes no Dia dos Namorados e oferece serenatas com músicas, local, horário e dia definidos pelos consumidores. A estratégia se deve à parceria com o grupo Trovadores Urbanos e tem o objetivo de aumentar as vendas na data comemorativa. Os interessados em solicitar o serviço devem preencher um formulário disponibilizado na loja virtual da marca, que entrará em contato para finalizar a compra. Além da união com os Trovadores Urbanos, a Giuliana Flores fechou parceria com O Boticário, oferecendo kits exclusivos. Outra novidade durantes o mês são as ofertas, com descontos para produtos diferentes a cada dia. Para os indecisos, a loja oferece dicas para presentear homens e mulheres, com preços variáveis. Os solteiros também poderão aproveitar a data para mudar o status de relacionamento: a Giuliana Flores criou o Espaço Paquera, onde é possível escolher um kit, presentear o pretendente e convidá-lo para sair.

Portal UOL - Agosto de 2012
Título : Ex-vendedor de flores no cemitério hoje lucra com floricultura virtual

Vender flores em um cemitério foi o que mostrou ao empreendedor Clóvis Souza, fundador da Giuliana Flores, o caminho para o sucesso. Aos 10 anos, ele era ajudante em uma floricultura vizinha do Cemitério da Quarta Parada, na Mooca, em São Paulo, e, durante a adolescência, montava arranjos e prestava serviços a diversas lojas. Em 1990, aos 19 anos, uma oportunidade despertou seu tino empreendedor. "Fui com um amigo colocar uma placa de 'aluga-se' em um imóvel e vi que era um excelente ponto comercial. Em vez de colocarmos a placa, fomos para a imobiliária e aluguei, assim, sem nenhum planejamento", diz. Ali, abriu sua primeira floricultura.O empreendedor ia para Embu das Artes (27 km a oeste de São Paulo) comprar peças de madeira para incrementar os arranjos, possuía um catálogo com fotos e códigos para fazer vendas por telefone e até a decoração da loja era diferente. "Tinha cipós pendurados do teto ao chão, o que era muito legal para a época. As floriculturas eram muito tradicionais."Dez anos depois, com a loja já consolidada, ele resolveu apostar em outro mercado promissor: a internet. Mas não se arriscou nesse universo sozinho. Por não ter conhecimento em comércio eletrônico, ele investiu. Contratou especialistas e alugou uma plataforma web para o processamento das compras. Após quatro anos, a empresa deslanchou com a construção de uma estrutura própria de tecnologia da informação e com a contratação de mais profissionais, inclusive uma equipe de marketing on-line. Hoje, é uma das maiores no comércio virtual de flores, com 18 mil pedidos por mês, em média, entregues em cinco mil cidades do Brasil." No início, eu queria vender tudo para todos os lugares, mas nem todos os produtos podem viajar. Eu tive que aprimorar embalagens, ver o que pode ser manuseado ou não. Hoje, a oferta de produtos no site é separada entre 'Para todo o Brasil' e 'Grande São Paulo'", declara. A loja que começou com 32 metros quadrados hoje possui 560 metros quadrados e 12 funcionários. No site, que tem operação separada, são 127 funcionários. A loja virtual é fornecedora de grandes varejistas online, como Extra, Casas Bahia, Ponto Frio, Americanas.com, Ricardo Eletro, entre outros, e responde por 60% do faturamento da empresa.

Revista Época Negócios - Agosto de 2012
Título : Flores por todos os lados

Passar a infância morando de favor na casa da tia, em cima de uma floricultura, na frente do Cemitério do Brás - um tumultuado bairro no centro de São Paulo - não é o que se pode chamar de um começo de vida inspirador. Mas se Clóvis Souza não tivesse passado por isso, provavelmente não teria fundado a Giuliana Flores, uma das maiores floriculturas online do país. Foi ali, naquele sobrado, que ele deu os primeiros passos no ofício - graças à iniciativa de sua mãe, Maria Rita, que pediu à dona da floricultura um emprego para o menino, então com 10 anos de idade. Maria Rita era enfermeira. Trabalhava muito. A filha recém-nascida ficava o dia inteiro na creche e Clóvis, solto na rua. "Minha mãe queria que eu ficasse perto de casa, por isso me arrumou o emprego. Eu estudava de manhã e trabalhava à tarde. "Clóvis fazia um pouco de tudo: varria, molhava as flores, aprendia como montar os enfeites. Ficou no emprego até os 17 anos e só deixou a floricultura quando lhe ofereceram a chance de trabalhar como modelo. "Participei de comercias para TV. Mas era um mundo de ilusão. eu sempre gostei de manter o pé no chão", diz. Um ano antes de largar a floricultura, quando já moravam em uma casa alugada em São Caetano do Sul, a família perdeu tudo em uma enchente. O jeito foi buscar guarida nos fundos da igreja que Maria Rita freqüentava e tentar, aos poucos, refazer a vida. No inicio de 1990, surgiu (ao acaso) a oportunidade de abrir um negócio. Clóvis, então com 20 anos, ajudava um amigo corretor a pregar uma placa de "aluga-se" num imóvel em São Caetano e se deu conta do grande fluxo de carros naquela rua. Acabou alugando, ele mesmo, o imóvel. nascia ali a Giuliana Flores. Três anos depois, Clóvis comprou uma casa para mãe. Em 2000, deu a grande virada no negócio, ingressando no e-commerce. "Foi uma tremenda mudança. Hoje, só 10% da receita vem das lojas físicas." - Clarice Couto

Jornal Valor Econômico - Agosto de 2012
Título : Flores na Nova Pontocom

A vajerista on-line Giuliana Flores, que registra por mês 22 mil pedidos, em média, prevê que deve crescer 4% neste ano. E boa parte desse crescimento deve vir dos novos canais de vendas: os sites das redes Casas Bahia, Extra e Ponto Frio, Reunidos na empresa Nova Pontocom, do Grupo Pão de Açucar. O acordo foi fechamento em agosto.

Portal Jornal Empresas & Negócios - Setembro de 2012
Título : Floricultura no Facebook

Após uma forte estratégia de trabalho nas redes sociais, a Giuliana Flores alcançou a liderança de páginas de comércio de flores no Facebook com mais de 190 mil fãs. A empresa realiza ações diárias na rede, como promoções, concursos e conteúdo relevante para o público-alvo, o que faz com que os seguidores da Fan Page interajam constantemente com os posts que consequentemente tornam-se visíveis para a rede de amigos dos internautas que comentaram na página da floricultura. Todas as interações de usuários são criteriosamente avaliadas e consideradas para as próximas estratégias (www.facebook.com/GiulianaFloresfans).


Revista Logweb - Setembro de 2012
Título : Giuliana Flores aprimora logística das entregas com sistema de automatização de trajetos

"Trabalhamos com sentimentos. As pessoas costumam comprar de forma emergencial e esperam um atendimento eficaz e entrega rápida. "Ligar o conceito de sentimento ao de logística pode soar estranho no mercado, mas essa sensação cai por terra quando estamos falando de uma companhia on-line de venda de flores e outros presentes. Com todos os pedidos saindo de uma única central para mais de 5 mil cidades brasileiras, em parceria com os Correios e grandes transportadoras, a companhia investiu em tecnologia para auxiliar a logística das entregas. A solução escolhida foi o AirClic, fabricado por uma companhia americana com o mesmo nome, que traça a rota para entrega de pedidos. A solução foi adquirida para as operações realizadas apenas na região da Grande São Paulo, já que para outras regiões, as entregas são feitas via Correios, com estrutura logística própria. Juliano Souza, diretor de marketing, explica que a solução automatiza os serviços, deixando-os mais precisos e dando mais recursos para auxiliar tanto o motorista quanto o cliente na hora da entrega. " A solução irá separar os pedidos por região, traçando as rotas dos motoristas de forma mais precisa. Os motoristas, então, terão um aparelho de monitoramento que permitirá ao setor de logística localizá-los em qualquer lugar. Por meio ida solução, os motoristas terão dados do trânsito em tempo real e outros recursos na hora da entrega, como registro de fotografias, data e horário de quando estiveram no local da entrega. Eles também poderão confirmar a entrega, por meio de dispositivo móvel, e automaticamente permitir que o sistema informe ao cliente sobre o fato, por e-mail e SMS. A confirmação por meio desse aparelho, feita pelo motorista, fará a baixa automática no sistema da empresa", explica Souza.


Jornal Brasil Econômico - Outubro de 2012
Título : Saraiva e Siciliano agora tem floricultura on-line com a Giuliana Flores

Com o objetivo de oferecer mais um canal de compras para os consumidores e conquistar novos clientes, a Giuliana flores, líder no mercado de e-commerce com foco em arranjos florais e presentes, selou parceria com o canal de varejo online da Saraiva e Siciliano para vender os produtos diretamente pelo e-commerce das lojas. A parceria conta com produtos exclusivos.


Portal e-commerce Brasil - Outubro 2012
Título : 36% dos consumidores chegam a Giuliana Flores por meio de buscadores, revela pesquisa

Para conhecer mais profundamente os consumidores da loja virtual, a Giuliana Flores, líder de vendas de flores pela internet, investiu em um estudo com a base de clientes junto com a NetQuest, empresa especializada em oferecer soluções e serviços de pesquisa e painel online de consumidores. O levantamento foi realizado entre mais de dois mil e-consumidores, sendo 51,3% homens e 48x7% mulheres. Um dos pontos analisados foi como o internauta chegou até a floricultura, onde 36% admitiram terem usado um buscador, seguido de 21,4% que encontram a loja por meio de sites e blogs e 16,8% por indicação de amigos e familiares. O sucesso do e-commerce nos dispositivos de busca é resultado do expressivo investimento da Giuliana Flores em campanhas de marketing digital, como o foco em estratégias de Links Patrocinados e SEO (Search Engine Optimization). " Interagimos sempre com nossos consumidores nas redes sociais para sabermos o que eles querem ver na loja e então traçamos as melhores estratégias para posicionar o nome Giuliana Flores nos motores de busca", afirma Juliano Souza, gerente de marketing da Giuliana Flores.


Jornal Brasil Econômico - Outubro 2012
Título : Comercio Virtual conquista espaço e se integra a loja física

Ainda que o mundo virtual os coloque em contato com um a gama infindável de clientes, a presença de uma loja física ainda é vista pelos varejistas, e pelos próprios consumidores, como um porto seguro, que irá servir como um colchão amortecedor, caso as vendas pela internet não ocorram conforme o esperado inicialmente. Apesar disso, o movimento observado entre os comerciantes, principalmente aqueles com estabelecimento físico há algum tempo, parece ser cada vez mais de migração para o virtual, tendência que não deve ser revertida no futuro, uma vez que os gastos de investimento e manutenção são sensivelmente menores. Embora não venha a terminar com as lojas presenciais, assim como a televisão não acabou com o cinema, nos próximos anos devem surgir, de maneira exponencial, comércios apenas virtuais altamente especializado. Também deverá se verificar uma elevação da participação das vendas via computador entre aqueles varejistas com estabelecimentos físicos. Para Clóvis Souza, da Giuliana Flores, a transação do físico para o virtual ocorreu de maneira gradual e comedida, para evitar eventos inesperados. Em cerca de dez anos o comércio eletrônico passou a responder por 90% do faturamento da empresa. " Não tinha medo porque não arriscava muito. A flor já estava ali, se não vendesse pela internet, vendia pela loja física, não tinha risco propriamente dito", pontua o empresário. Mesmo com o lucro vindo majoritariamente da internet, Souza não pensa em encerrar seu tradicional negócio com 22 anos de história. " A loja física traz credibilidade, mais confiança para o cliente, que sabe para onde correr". Recentemente a companhia fechou parceria com a NovaPontocom, que controla o e-commerce da Casas Bahia.


Jornal do Commercio - Outubro 2012
Título : Qualquer compra na palma da Mão

Seja por comodidade, falta de tempo ou modismo, o acesso à internet por meio de tablets e telefones celulares cresce significativamente no Brasil. Estudo promovido pela VTEX, empresa especializada em comércio eletrônico, mostra que estes dispositivos móveis são atualmente responsáveis por 10% a 15% da audiência de sites de compras que utilizam a plataforma da campanha, que tem mais 200 clientes ativos. Segundo a pesquisa o fator determinante para o crescimento da visualização das lojas virtuais em dispositivos móveis foi o aumento das vendas destes aparelhos no mercado brasileiro. De acordo com a consultoria Internacional Data Corporation (IDC), a comercialização de smartphone cresceu 84% em 2011 frente a 2010, totalizando 9 milhões de celulares. O estudo aponta ainda que a continua adaptação de sites para plataforma móvel é outro ponto fundamental. Ainda de acorde com o levantamento, a expectativa é que o ambiente móbile seja responsável por 20% dos acessos feitos em lojas virtuais até o final de 2012. A plataforma móbile está mesmo em voga - e não é só para as empresas. Ontem, o Banco Central do Brasil (BC) anunciou o projeto de criação de um sistema de pagamentos móveis, que prevê utilizar o celular na realização do pagamento de contas. Segundo o governo, um dos objetivos é atingir camadas da população que não tem acesso aos serviços financeiros, além de baratear os custos das operações. Melhora - O processo do pagamento ainda precisa ser melhorado, avalia o presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), Mauricio Salvador. "Na etapa do carrinho de compras existe uma taxa de abandono elevada", afirma. "Nessa hora ainda há alguns fornecedores envolvidos que não atentaram para a adaptação do site para pagamentos via dispositivos móveis", explica Salvador. De acordo com o gerente de marketing da floricultura Giuliana Flores, Juliano Souza, o número de acessos do site da loja por meio desses dispositivos móveis cresceu mais de 200% desde o final do ano passado. Por meio de pesquisa entre os clientes, a empresa verificou que 32% deles navegam no portal da marca por meio de smartphones e tablets. "Por conta disso, lançaremos este mês o aplicativo e a versão mobile do portal", conta.


Portal E-commerce News - Outubro 2012
Título : Clientes da Giuliana Flores são fiéis à empresa, revela pesquisa

A Giuliana Flores, loja online focada em vendas de flores pela internet, apresentou nesta sexta um estudo sobre o comportamento do cliente em parceria com a NetQuest, empresa especializada em oferecer soluções e serviços de pesquisa e painel online de consumidores. O levantamento foi realizado entre mais de duas mil pessoas, sendo 51,3% homens e 48,7% mulheres. Um grande ponto de destaque analisado foi a escolha da loja pelos consumidores, onde 70% apontou a Giuliana Flores como única opção no segmento e apenas 21,6% considerou comprar em outro e-commerce. "Nossa página no Facebook já conta com quase 200 mil likes e aproveitamos esse sucesso para interagir com nossos seguidores. Sempre realizamos enquetes de quais produtos eles querem ver em destaque no site, oferecemos promoções exclusivas e eles são sempre os primeiros a saberem das novidades da loja. Acreditamos que esse relacionamento ajuda na divulgação da nossa marca e na preocupação que temos de sempre levar o melhor produto e serviço", diz Juliano Souza, gerente de marketing da Giuliana Flores.


Revista E-commerce Brasil - Outubro 2012
Título : Não vendemos flores. Vendemos logística

Pode parecer impossível, mas todas as flores que são entregues por todo Brasil saem do centro de distribuição localizado na Grande São Paulo. Para que o processo de entrega ocorra de forma eficiente, a Giuliana Flores conta com frentes diferentes de entregas. Na Grande São Paulo, a entrega é feita por três distribuidoras em um período de 24 horas, e o cliente ainda conta com a opção de entrega em três períodos (manhã, tarde e noite) e os serviços especiais, como a entrega com hora marcada.

Para as demais localidades, são usados os serviços de mais duas distribuidoras particulares e os Correios. O prazo é de 1 a 3 dias, dependendo do destino final do presente. E são para essas entregas distantes que a Giuliana Flores oferece um serviço inovador: uma orientação ao cliente de quais flores conseguem aguentar todo o trajeto sem sofrer nenhum dano. Assim, não se corre o risco de que a flor, quando chegar ao seu destino, esteja murcha, ou sem cor, devido às condições e ao tempo de viagem.

"Eu costumo falar que vendo logística, e não flores. Afinal, flor costuma ser uma coisa muito pontual. Você compra para presentear sua secretária, no Dia das Secretárias, por exemplo. Então, ela precisa ser entregue naquele dia. Se for no dia seguinte, vai perder o sentido. E você vai ficar insatisfeito com meu serviço - às vezes, mais do que a secretária que recebeu o presente atrasado. A gente tem isso de querer que tudo saia perfeito quando é um presente. As notificações de entrega servem para tranquilizar aquele que presenteia. Somos nós dizendo: está tudo certo!" explicou Souza.


Portal InfoMoney - Novembro 2012
Título : Magazine Luiza inaugura floricultura virtual

SÃO PAULO - O MagazineLuiza.com inaugurou uma floricultura virtual. O novo serviço é uma parceria do Magazine Luiza com a Giuliana Flores, e possibilita a entrega de diferentes perfis de presentes, como kits com chocolates, livros, bebidas. Segundo o diretor de marketing e vendas da rede, Frederico Trajano, o novo serviço estreia em uma época estratégica. "Além dos buquês e arranjos tradicionais e diferenciados, temos kits preparados especialmente para o Natal", comenta. Os presentes podem ser compostos por produtos de marcas como Kopenhagen, Havanna, Chandon, O Boticário.

Um dos grandes destaques da floricultura virtual é a possibilidade de escolher os produtos para diferentes ocasiões. O serviço já está disponível no flores.magazineluiza.com.br. Para a Grande São Paulo a floricultura oferece o sistema de entrega expressa em até 3 horas.


Jornal Valor Econômico- Novembro 2012
Título: Ligados na rede

Se quiser expandir as vendas de verdade, o pequeno empreendedor terá de fincar bandeiras no territórios da internet, afirmam especialistas ouvidos pelo Valor. Ele asseguram que a venda de mercadorias e serviços pelo computador é um caminho sem volta para os empresários de pequeno porte, que precisam estar preparados para brigar por um espaço na rede e ainda ganhar a preferência do consumidor on-line. As compras a partir do mouse já movimentam cerca de R$20 bilhões no Brasil e , segundo estudo da e-bit, empresa especializada em informação do segmento, da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio), os brasileiros somam um tíquete médio de R$350 nos carrinhos virtuais. No período das festas de fim de ano, o faturamento do setor costuma ser 150% maior que nos meses anteriores. Neste Natal, a expectativa é movimentar R$ 3,1 bilhões um salto de 20% ante o mesmo período de 2011. "Os conteúdos que as pessoas compartilham nas redes sociais provocam um tráfego qualificado e de baixo custo para o lojista", diz. Maurício Salvador, diretor da GS&Virtual. "Não adianta comprar anúncios para gerar visitas ao ponto virtual se não houver informações qualidade, que envolvam o consumidor, tirem suas dúvidas e o levem para a página de finalização da compra", afirma Salvador. Ele acredita que o erro mais comum das lojas na rede é achar que basta ter um site para deslanchar as vendas. Na Giuliana Flores, a estratégia comercial do site deu tão certo que o diretor de marketing da empresa, Juliano Souza, afirma que as lojas físicas, abertas nos anos 1990 e que originam o empreendimento virtual, só continuam funcionando por "carinho" dos sócios. "As entregas on-line representam 90% do faturamento do grupo." O site oferece mais de 1,8 mil itens, entre flores e presentes, com um tíquete médio de R$115. Um dos segredos do endereço eletrônico é justamente a "arrumação" da vitrine virtual. "A equipe acompanha as tendências do segmento e cria novas opções de arranjos." A empresa também laço um aplicativo móvel para consulta e compras de produtos.


Jornal Empresas e Negócios - Novembro 2012
Título: Software roteriza entrega de pedidos

A Giuliana Flores, líder em vendas de flores pela internet, investiu junto a AirClic, companhia especializada em soluções móveis com foco na produtividade e visibilidade operacional, para otimizar as operações de logística da empresa. A nova ferramenta chega para otimizar as entregas de produtos da floricultura, que passam a contar com um software que permite que a roterização dos pedidos, antes feita manualmente, seja totalmente automatizada. A partir de agora, o sistema monta os romaneios de forma a deizar o roteiro do motorista mais preciso e rápido.


Portal Uol - Novembro 2012
Título: Magazine Luiza inaugura floricultura virtual

O MagazineLuiza.com inaugurou uma floricultura virtual. O novo serviço é uma parceria do Magazine Luiza com a Giuliana Flores, e possibilita a entrega de diferentes perfis de presentes, como kits com chocolate, livros, bebidas. Segundo o diretor de marketing e vendas da rede, Frederico Trajano, o novo serviço estréia em uma época estratégica. "Além dos buquês e arranjos tradicionais e diferenciados, temos kits preparados especialmente para o Natal", comenta. Os presentes poder ser compostos por produtos de marcas Kopenhagen, Havanna, Chandon, O Boticário. Um dos grandes destaques da floricultura virtual é a possibilidade de escolher os produtos para diferentes ocasiões. O serviço já está disponível no flores.magazineluiza.com.br . Para a Grande São Paulo a floricultura oferece o sistema de entrega expressa em até 3 horas.


Estadão PME - Dezembro 2012
Título : Varejo de flores online aposta em vendas avulsas e cestas no Natal

Giuliana Flores aposta em um crescimento maior: 35% em relação a dezembro do ano passado,"Fizemos uma campanha para sair do tradicional, uma campanha mais interativa", afirma Juliano Souza, diretor de marketing do negócio. A empresa, fundada pelo empreendedor Clóvis Souza, traçou uma ação estratégica para redes sociais - há concurso cultural para os consumidores, ofertas diárias de produtos e cartões natalinos para compartilhar e enviar aos amigos. Outra novidade é a Árvore de Ofertas. Todo dia um produto ganha destaque pois recebe um desconto especial. Serão 13 ofertas até o dia 16. Ontem, por exemplo, um buquê de flores era vendido com um desconto de 30% de R$116,90 por R$81,83. Já no dia 17, a estrela da árvore não será um produto, mas a campanha Natal Solidário, em que 10% do valor das compras feitas pelo site serão doados para o Instituto Ronald McDonald. A Giuliana flores também oferece ao internauta uma seção especial. "fizemos uma campanha para sair do tradicional, uma campanha mais interativa. A empresa traçou um planejamento para redes sociais, com concurso cultural, ofertas diárias e cartões natalinos para compartilhar e enviar aos amigos." Juliano Souza - Diretor das Giuliana Flores.


Revista Varejo - Dezembro 2012
Título: E-commerce ainda mais conectado

O comércio eletrônico brasileiro consolidou-se como um canal de compra efetivo, que, cada vez mais, atrai a confiança dos consumidores. Somente no primeiro semestre de 2012, 5,6 milhões de pessoas fizeram a primeira compra on-line elevando para 37,6 milhões o número de e-consumidores no País, segundo dados de e-bit e da camara-e.net (câmara Brasileira de Comércio Eletrônico). o segmento já acumula R$10,2 bilhões e faturamento entre janeiro e junho de 2012 - o que representa crescimento nominal de 21%, frente ao mesmo período de 2011. A expectativa é o volume total de 2012 apresente um aumento de 20% para R$22,5 bilhões. contudo, para continuar crescendo, não basta manter um site de compras. Agora, os negócios são reforçados com parcerias dentro da própria rede. Apesar da importância, fechar parcerias não é tão simples e requer atenção dos empresários do e-commerce, reforça Lima, da eNext. "É preciso adotar cuidados na questão de confiabilidade e credibilidade",afirma. os produtos que os parceiros oferecem também precisam fazer sentido e estar alinhado. A sinergia com os produtos é um dos principais pontos de escolha das parcerias na Giuliana Flores, avalia Souza, bem como o posicionamento do parceiro na internet. "Não vou fazer parceria com site que lançou ontem. Ao contrário, ela precisa ser feita junto a grandes marcas para reforçar a credibilidade da empresa",diz.


Diário de Pernambuco - Dezembro 2012
Título: Presente de Natal ao custo de um clique

O Natal deste ano deve movimentar R$3,76 bilhões em compras pela internet no pais. Esse faturamento representa um crescimento de 29% em relação a 2011. A previsão da Associação Brasileira de Comércio Elêtronico (ABComm), que estima a realização de 11 milhões de pedidos. Sinal de que data é a melhor do ano não apenas para o varejo tradicional, mas também para o e-commerce. há espaço para todo mundo, dos mais diversos segmentos. "Estamos muito animados com o Natal. Nossa previsão de crescimento é de 35% em relação ao Natal passado", diz o gerente de Marketing da Giuliana Flores. Juliano Souza. Normalmente, a Giuliana Flores processa cerca de 700 pedidos por dia, volume que por esse dias tem chegado a 1.200. "É quase um dia e meio de faturamento", completa Juliano. A loja está hà 12 anos na internet focada em arranjos florais e presentes. As entregas ocorrem em todas as capitais e em várias cidades do interior num prazo de um a três dias. Em Pernambuco, o prazo é de um a dois dias.


Portal Uol - Dezembro 2012
Título: Flores e arranjos valorizam a decoração das festas de fim de ano

Além das flores alvas, Juliano Souza, gerente de marketing da Giuliana Flores, indica vasos com pimentas e ervas que trazem sorte para o novo ciclo que se inicia, com destaque para o conjunto chamado sete ervas, que combina arruda (Ruta graveolens), alecrim (Rosmarinus officinalis), espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata), entre outras espécies. Para quem quer quebrar a onipresença branca, flores amarelas, como gérberas e rosas, também têm bom apelo, pois simbolizam o desejo de prosperidade.